Ex-presidente

6º Presidente – José Pegado Mendes

Share

presidente06.jpg

SEXTA LEGISLATURA
(Janeiro de 1983 – Dezembro de 1988)

Na sexta legislatura houve um acréscimo de três cadeiras e o Poder Legislativo passou a ser integrado por treze edis. O vereador Lourival Florêncio de Morais, foi eleito presidente para o período compreendido entre 31 de janeiro de 1983 a trinta e um de janeiro de 1985, quando passou a presidência ao Vereador João Ângelo da Fonseca , que esteve à frente do Poder Legislativo até 31 de janeiro de 1987, ocasião em que foi eleito e empossado o vereador Teófilo Justino de Oliveira Neto.

O Vereador Teófilo Neto é conhecido como um estudioso do Regimento Interno implantou uma administração mais aberta, promovendo diversos cursos profissionalizantes para os jovens são-gonçalenses. Instalou a galeria dos ex-presidentes.

Nesta legislatura a Lei Eleitoral, reduziu em trinta dias o mandato dos vereadores, antecipando a posse dos futuros vereadores de 31 para 01 de janeiro de 1999. (ver página 51). Teófilo Neto, sempre encerrava ou abria o período de recesso com a participação de um palestrante ilustre como os deputados: Márcio Marinho, Kleber Bezerra e Carlos Eduardo Alves.

AUTONOMIA FINANCEIRA E ADMINISTRATIVA

O grande destaque da sexta legislatura e que representou um marco na sua história, foi à realização da histórica sessão do dia 26 de junho de 1985, quando o plenário por unanimidade aprovou as resoluções no. 005/85 e 006/85, decretando a independência financeira e administrativa da Câmara Municipal, que daquela data em diante passou a receber o duodécimo da arrecadação do Município para fazer face as suas despesa, desvinculando-se no Poder Executivo.

Essa conquista foi atribuída ao trabalho incansável do Presidente João Ângelo da Fonseca, (João da Papa).

A POSSE DOS TRÊS PREFEITOS

Nesta legislatura a Câmara Municipal empossou três prefeitos: o primeiro Ítalo Vale Monte, eleito pelo MDB, que  governou  de  31 de janeiro de 1983 a 03 de setembro de 1987, quando o Tribunal de Contas do Estado, recomendou intervenção no Município, vários nomes como o do agro-pecuarista Valmir Targino, estavam entre os cotados para assumir a prefeitura, mas uma articulação política do então deputado Marcílio Furtado, fez o Governador José Agripino Maia, nomear a Doutora Eliane de Barros Cabral Fagundes para a função, até 25 de fevereiro de 1987. No período da intervenção Ítalo Monte renuncia, passando a assumir o cargo o vice-prefeito Cícero Rodrigues da Silva até 31 de dezembro de 1988.

VEREADORES ELEITOS NA SEXTA LEGISLATURA

. Vereador Agenor Rodrigues
. Vereador Clóvis Barbosa de Oliveira
. Vereador Eri Teixeira Dantas.
. Vereador Francisco Canindé de Lima
. Vereadora Iracy Guedes Cavalcanti
. Vereador João Ângelo da Fonseca
. Vereador João Evangelista de Morais
. Vereador Lauro Pinheiro da Costa
. Vereador Lourival Florêncio de Morais
. Vereador Marcone Edson de Souza
. Vereador Miguel Pedro de Pontes
. Vereador Pedro Cortês de Souza
. Vereador Teófilo Justino de Oliveira Neto

replyVoltar